Após ser diagnosticada três vezes com virose, menina de dois anos morre de apendicite em Blumenau

Família acusa profissionais da saúde de não terem prestado o atendimento correto à criança


Uma menina de dois anos e cinco meses morreu após ir a dois postos de saúde e a um hospital em Blumenau (SC). Os médicos diziam que ela estava com virose. Porém, o problema era apendicite e ela precisava de cirurgia urgente
Foto: Reprodução/ Rede Record 


Bianca Emanuele Fusinato morreu depois de fazer uma cirurgia no Hospital Santo Antonio. Os pais da menina estão inconformados. Eles alegam que a criança estava sentindo dores e vomitando e procuraram ajuda em um hospital e em dois postos de saúde
Foto: Reprodução/ Rede Record 


Nas três unidades de saúde, os médicos disseram que o problema era uma virose, prescreveram receitas e pediram que fossem comprados alguns medicamentos
Foto: Reprodução/ Rede Record 


Na verdade, a menina estava com uma crise de apendicite, segundo Bruna Jaqueline Silva, mãe da criança.
— Ela reclamava de dor na barriguinha e pedia para eu dar beijo
 Foto: Reprodução/ Rede Record 


De acordo com o pai da menina, Alexandre Fusinato, os médicos não atenderam à criança direito. Apenas davam uma olhada e diziam que era virose.

A família acredita que se a apendicite tivesse sido tratada, Bianca poderia ter sobrevivido Foto: Reprodução/ Rede Record 


A Secretaria de Saúde de Blumenau abriu um procedimento interno para investigar o caso. A pasta solicitou os prontuários médicos e os relatórios dos atendimentos para saber se houve negligência ou fatalidade Foto: Reprodução/ Rede Record

Multimidia Info

"O Conhecimento é fascinante"