Estados Unidos desenvolvem medicamento injetável contra o colesterol

© Fornecido por Notícias ao Minuto

A agência reguladora de saúde dos Estados Unidos, a Food and Drug Administration (FDA, na sigla em inglês), aprovou na última quinta-feira (27) um remédio injetável criado para o tratamento de pessoas que sofrem de colesterol alto. Segundo a agência de notícias France Press, o Repatha, chamado també, de evolocumab, é fabricado pelo laboratório Amgen e faz parte de uma nova classe de medicamento inibidor de PCSK9, anticorpos que atuam no fígado para baixar o colesterol.

O remédio deve ser utilizado por pacientes que possuem um alto de nível de LDL, o “colesterol ruim”, no sangue, ou que, com artérias obstruídas, possam vir a ter doenças cardíacas. Novo aliado no combate às enfermidades cardíacas que matam aproximadamente 610.000 pessoas anualmente nos Estados Unidos, o medicamento, mostrou estudo, reduziu em 60% os níveis de LDL em pessoas que o tomaram por 12 semanas.

"O Repatha dá uma outra opção de tratamento a pacientes com hipercolesterolemia familiar diagnosticada ou com doença cardiovascular que não tenham conseguido reduzir o colesterol LDL com as estatinas", disse John Jenkins, diretor do Instituto de Novas Drogas do Centro de Avaliação e Pesquisa sobre Drogas.

Apesar da eficácia, a droga pode ter efeitos colaterais fortes, como problemas respiratórios, gripe e dor nas costas.


Mundo MS Inc.

Um Mundo De Informações a "1" Click.