Coreia do Sul declara que está livre do vírus MERS

Turistas usam máscaras para evitar contração da MERS, na Coreia do Sul

Seul - A Coreia do Sul declarou nesta terça-feira que está livre da Síndrome Respiratória do Oriente Médio, o vírus MERS, que matou 36 pessoas e contagiou cerca de 200 vítimas desde que uma epidemia foi detectada, em maio.

O primeiro-ministro do país, Hwang Kyo-ahn, em uma reunião do governo, pediu para as pessoas retornarem à vida normal, já que o país não registrou nenhum novo caso do vírus em mais de três semanas. Mais de 16 mil pessoas foram isoladas em hospitais e em suas casas como uma medida implementada pelo governo para conter a epidemia. A última pessoa que estava em quarentena foi liberada na segunda-feira.

"De acordo com a avaliação de médicos especialistas e do governo, as pessoas podem se sentir seguras", disse Hwang durante a reunião.

A Organização Mundial da Saúde (OMS), em comunicado, afirmou que a epidemia está sob controle, afirmando que as medidas do serviço de saúde pública da Coreia do Sul foram responsáveis pelo resultado, como traçamento abrangente de pacientes, quarentena de vítimas e suspeitos de contaminação e fortalecimento da prevenção.

O MERS, descoberto em 2012, é causado por um coronavírus da mesma família que a gripe comum e o SARS. Fonte: Associated Press.

Mundo MS Inc.

Um Mundo De Informações a "1" Click.