Últimas

9 hábitos do cotidiano que são um perigo constante para seus rins

Os rins são um dos órgãos mais importantes no corpo, eles são responsáveis pela excreção de urina do nosso sistema, peneiração da superabundância de águas residuais do corpo. Também eles liberam hormônios que contribuem para a produção de células vermelhas do sangue e o controle da pressão sanguínea, e mantém o equilíbrio de cálcio no organismo.

Por mais eles sejam muito essenciais para o nosso corpo, muitas vezes não damos a devida importância a eles e não cuidamos da maneira que merecem, e por isso que muitas pessoas sofrem de doença renal.

Então para te orientar melhor nessa jornada, reunimos algumas informações de 9 hábitos do cotidiano que são um perigo constante para os seus rins. Confira: 

1. Reter a urina por muito tempo 
Algumas pessoas nem sempre vão ao banheiro, e muitas vezes ficam com a bexiga cheia por um bom tempo. Isso pode trazer muitas doenças incluindo a hipertrofia muscular. 

Isso pode causar também o mau funcionamento renal, e nos casos mais graves a hemodiálise é necessária para melhorar a condição. (StarStock)

2. Beber pouca água 
A principal função dos rins é eliminar todos os resíduos metabólicos do corpo e regular a produção de eritrócitos. Quando um corpo fica escasso de água, ocorre um baixo fluxo de sangue aos rins pois ele fica mais concentrado, o que aumenta a dificuldade dele eliminar as toxinas de um corpo, podendo gerar diversos problemas de saúde. 

(StarStock)

3. Consumo exagerado de sal 
Os rins são responsáveis por metabolizar 95% do sódio consumido através dos alimentos, mas quando a ingestão é muito alta, eles precisam trabalhar muito mais para poder excretá-lo. Isso por sua vez, pode diminuir a função renal, causando retenção de líquido no corpo. 

A retenção pode aumentar a pressão arterial e o risco de doenças. Estudos recentes mostram que o sal aumenta as proteínas na urina, que é um dos principais fatores de doenças renais. 

(StarStock)

4. Uso abundante de analgésicos 
Muitas pessoas costumam tomar altas quantidades de medicamentos, e muitas vezes sem controle médico algum. Isso pode danificar várias partes diferentes do corpo além de reduzir o fluxo sanguíneo aos rins, que deterioram seu funcionamento. 

A longo prazo, isso pode gerar uma doença chamada de nefrite intersticial crônica. 

(StarStock)

5. Alta ingestão de proteína 
Um dos papeis de suma importância dos rins é metabolizar e excretar nitrogênio pelos produtos da digestão de proteínas. Quando acontece uma ingestão exagerada, aumenta a carga metabólica deles, aumentando assim a pressão glomerular e a hiperfiltração, causando problemas sérios. 

Portanto deve se limitar ao consumo de carne vermelha, e em alguns casos mais sérios tirar a alimentação da dieta para sempre. 

(StarStock)

6. Consumo de álcool 
Beber moderadamente não pode te causar danos sérios, porém o excesso causam danos significativos nesses órgãos. O álcool é uma das toxinas que atingem com seriedade os rins e o fígado. Quando se tem um consumo elevado, o ácido úrico é depositado nos túbulos renais podendo causar uma obstrução tubular. O que aumentam os riscos de insuficiência renal, desidratação e outras doenças relacionadas aos rins. 

(StarStock)

7. Cafeína em excesso 
A cafeína é conhecida por ter propriedades que causam pressão alta, que por sua vez afetará os fígados. Um estudo de 2002, diz que o consumo elevado de cafeína faz com que o corpo aumente a excreção de cálcio na urina. Em baixas quantidades não apresenta mal algum, porém deve-se limitar quanto aos abusos assim como qualquer outra bebida como o refrigerante ou álcool. 

(StarStock)

8. Ignorar infecções simples 
Não se deve fazer pouco caso de algumas infecções como resfriado, gripe, tosse e outras. Todas elas podem causar um dano grave aos rins. 

De fato, pessoas que sofrem de problemas renais não conseguem descansar bem, diminuindo muito a imunidade. Ou seja, pode ser que uma doença simples possa levar muito mais tempo para ser curada, e necessite muito mais medicamentos, que também estarão agredindo os rins, entrando em um ciclo vicioso. 

(StarStock)

9. Insônia 
Muita gente acaba não dando a devida importância ao sono, dormindo menos do que o recomendado por dia, que é de 6 a 8 horas. Durante o sono profundo, geralmente a noite que acontecem as renovações dos tecidos dos órgãos, portanto se você não dorme o suficiente, e interrompe esse processo de regeneração do corpo você pode trazer diversos problemas ao seu corpo. 

Alguns estudos apontam que noites de insônia trazem problemas como pressão alta e Arteriosclerose (obstrução das artérias). Então procure ter noites agradáveis de sono.

(StarStock)