Últimas

Por que nos esquecemos de algumas coisas e de outras não?

Foto: Getty Images

Sim, a memória é seletiva e os fatores emocionais são o principal motivo para que o cérebro guarde um acontecimento. A memória é dividida em informações de curto prazo e lembranças permanentes. Assim, enquanto qualquer acontecimento extremamente bom ou ruim é guardado - como o dia do casamento ou um assalto -, o horário em que você marcou a última consulta no dentista é descartado rapidamente da memória. 

Além disso, a familiaridade com o assunto também torna mais rápida a fixação da ideia e ajuda a memorizá-la. Isso explica porque algumas pessoas têm mais facilidade em lembrar das aulas de português do que as de matemática, por exemplo.